terça-feira, 4 de março de 2014

Mulheres com mais de 70 têm 'o melhor sexo de suas vidas....!

Iris Krasnow, professora de Jornalismo e Estudos Femininos, entrevistou 150 mulheres entre 20 e 90 anos sobre os seus segredos mais íntimos e teve conversas surpreendentes e reveladoras - que acabada de publicar no livro Sex After...: Women Share How Intimacy Changes as Life Changes ("Sexo depois dos...: Mulheres compartilham como a intimidade muda com as mudanças da vida", em tradução livre).


Krasnow abordou o assunto de vários ângulos, indagando sobre a atividade sexual em diferentes fases da vida: depois da faculdade, da maternidade, da menopausa e da viuvez.
Descobriu que as mulheres mais velhas eram mais aventureiras e mais confiantes na sua sexualidade que as jovens que estão em fase de "envolvimento" ou namoro. "A era da senhora", diz.

Ela acrescentou que as mulheres entre 80 e 90 anos estão na faixa etária que mais cresce dentro da população idosa, em muitos países ocidentais. O que estamos vendo agora é não só um aumento na longevidade, mas o aumento da atividade sexual neste setor da sociedade.
Este crescimento da expectativa de vida vem com melhores remédios, mais vigor, mais exercício, melhor dieta e saúde - o que resulta numa população de terceira idade mais sexual e saudável do que antes.
Fonte:Leia Mais

Esta mulher sim, sou eu!

"Não escolhi ser uma mulher comum"

É meu direito ser diferente, ser singular, incomum, desenvolver os talentos que Deus me deu.
Não desejo ser uma cidadã pacata e modesta, dependendo sempre de alguém.
Quero correr o risco calculado, sonhar e construir, falhar e suceder.
Recuso trocar incentivo por doação.
Prefiro as intemperanças à vida garantida.
Não troco minha dignidade por ajuda de outros.
Não me acovardo e nem me curvo ante ameaças.
Minha herança é ficar ereta, altiva e sem medo,
pensar e agir por conta própria e,
aproveitando os benefícios de minha criatividade,
encarar arrojadamente o mundo e dizer:
Isto é o que eu sou”.

Obs: Adaptado do texto de Bertold Brecht "“Não escolhi ser um homem comum”."

As mulheres são fantásticas!...!

As mulheres são fantásticas!

A mãe e o pai estavam assistindo televisão quando a mãe disse:
- Estou cansada e já é tarde,vou me deitar !!!
Foi à cozinha :
-fazer os sanduíches para o lanche do dia seguinte na escola, 
-passou água nas vasilhas das pipocas,
- tirou a carne do freezer para o jantar do dia seguinte, 
-confirmou se as caixas de cereais estavam vazias, 
-encheu o açucareiro, 
-pôs tigelas e talheres na mesa e 
-preparou a cafeteira do café para estar pronta para ligar no dia seguinte.
-Pôs ainda umas roupas na máquina de lavar, 
-passou uma camisa a ferro, 
-pregou um botão que estava caindo. 
-Guardou umas peças de jogos que ficaram em cima da mesa, e 
-pôs o telefone no lugar. 
-Regou as plantas, 
-despejou o lixo, e 
-pendurou uma toalha para secar. 
-Bocejou, espreguiçou-se e foi para o quarto. 
-Parou ainda no escritório e 
-escreveu uma nota para a professora do filho, 
-pôs num envelope junto com o dinheiro para pagamento de uma visita de estudo e
- apanhou um caderno que estava caído debaixo da cadeira.
- Assinou um cartão de aniversário para uma amiga, 
-selou o envelope, e 
-fez uma pequena lista para o supermercado, 
-colocou ambos perto da carteira.
Nessa altura, o pai disse lá da sala:
- Pensei que você tinha ido se deitar.
- Estou a caminho - respondeu ela. 
-Pôs água na tigela do cão e 
-chamou o gato para dentro de casa.
- Certificou-se de que as portas estavam fechadas.
- Passou pelo quarto de cada filho, 
-apagou a luz do corredor, 
-pendurou uma camisa, 
-atirou umas meias para o cesto de roupa suja e
- conversou um bocadinho com o mais velho que ainda estava estudando no quarto. 
-Já no quarto, acertou o despertador,
- preparou a roupa para o dia seguinte e 
-arrumou os sapatos.
- Depois lavou o rosto, 
-passou creme, 
-escovou os dentes e 
-acertou uma unha quebrada.
- A essa altura o pai desligou a televisão e disse:
-Vou me deitar.
E foi. Sem mais nada.
(Carlos Drummond de Andrade)

segunda-feira, 3 de março de 2014

Mulheres ocupam metade dos empregos formais no Brasil

A presidentaDilma Rousseff homenageou nesta segunda-feira as mulheres pelo Dia Internacional da Mulher, celebrado no próximo dia 8 de março, e ressaltou o avanço feminino no mercado de trabalho. No programa semanal Café com a Presidenta,Dilma disse que metade das vagas de emprego criadas nos últimos três anos foram ocupadas por mulheres.
Mulheres trabalhadoras
“Foram 2,4 milhões de mulheres que tiveram suas carteiras assinadas. E isso é fantástico, mostra a força das mulheres brasileiras, que não deixam escapar uma oportunidade de trabalhar e melhorar de vida”, disse a presidenta.
Dilma lembra ainda que as mulheres também foram beneficiadas no acesso à terra, com 72% das propriedades da reforma agrária registradas no nome da mulher. “Se a gente considerar as mulheres chefes de família, a participação delas na posse das terras passou de 13% em 2003 para 23% em 2013. São mais mulheres ajudando a produzir alimentos, tomando decisões e conquistando cada vez mais autonomia.”
A presidenta ressaltou que o governo federal trabalha pelo protagonismo da mulher, que tem um papel central no cuidado com a família e com a casa. Por isso, 93% dos cartões do Programa Bolsa Família estão no nome das mulheres. No Programa Minha Casa, Minha Vida, a mulher tem prioridade no registro do imóvel. Do total de 1,5 milhão de casas entregues até janeiro deste ano, 52% estão no nome delas.
Dilma explica que as mulheres também são maioria no acesso às bolsas do Programa Universidade para Todos (ProUni), que garante acesso às faculdades privadas e ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e nos cursos de qualificação profissional que o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) oferece. Seis em cada dez alunos do Pronatec são mulheres. “Muitas dessas mulheres estão no nosso Cadastro Único e elas recebem o Bolsa Família. Por isso, juntamos o Pronatec com o Brasil sem Miséria e aí oferecemos uma porta de entrada no mercado de trabalho”, disse Dilma, explicando que de 970 mil matrículas do Pronatec Brasil sem Miséria, mais de 650 mil foram feitas por mulheres.
A presidenta ressaltou ainda que todas essas ações, que dão mais oportunidades às mulheres são fundamentais para romper com o ciclo de violência que muitas delas vivem. “Mas para combater a violência não bastam estas ações. Nós temos um programa, o Mulher, Viver sem Violência, que integra vários serviços de apoio às vítimas. Uma ação importante do programa é a construção da Casa da Mulher Brasileira, que vai funcionar como um lugar de denúncia, de acolhimento e de proteção às vítimas da violência”, explicou a presidenta.
Segundo ela, será construída uma Casa da Mulher Brasileira em cada capital e cada uma terá a Delegacia da Mulher, o Ministério Público, a Justiça Especializada, a Defensoria, a assistência social, o Sistema Nacional de Empregos (Sine) e o Sistema S. A presidenta contou que haverá também o serviço itinerante, com 54 ônibus levando o atendimento jurídico e psicológico às áreas rurais do país.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

25 verdades sobre o papel da mulher em Cuba..!

Durante uma videoconferência organizada pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos no dia 29 de outubro de 2013, a famosa dissidente cubana lamentou o papel “marginal” da mulher em Cuba. Segundo Yoani Sánchez, a mulher cubana é “o último elo de uma cadeia de improdutividade e ineficiências”. Eis aqui algumas verdades a respeito que contradizem seu ponto de vista.

1. Desde o triunfo da Revolução em 1959, o Estado cubano tem feito da emancipação da mulher uma de suas prioridades, com a criação, em agosto de 1960, da Federação de Mulheres Cubanas (FMC), fundada por Vilma Espín, que conta hoje com mais de 4 milhões de membros.


2. Antes de 1959, as mulheres representavam apenas 12% da população ativa e recebiam uma remuneração inferior à dos homens por um emprego equivalente.

3. Hoje, a legislação cubana impõe que o salário da mulher, pela mesma função, seja exatamente igual ao do homem.


4. Cuba é o primeiro país do mundo a assinar a Convenção sobre a Eliminação de Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher, e o segundo em ratificá-la.

5. Dos 31 membros do Conselho de Estado cubano, 13 são mulheres, ou seja, 41,9%.

6. Há 8 mulheres ministras em um total de 34, ou seja, 23,5%.

7. No Parlamento cubano, dos 612 deputados, 299 são mulheres, ou seja, 48,66%.

8. Cuba ocupa o terceiro lugar mundial na porcentagem de mulheres deputadas. Os Estados Unidos ocupam o 80º.

9. María Mari Machado, mulher, ocupa a vice-presidência do Parlamento cubano.


10. Dos 1268 eleitos nas assembleias provinciais, 48,36% são mulheres.
11. As mulheres cubanas presidem 10 das 15 assembleias provinciais do país, ou seja, 66,6%, e ocupam a vice-presidência de 7 delas, 46,6%.

12.  Não existe nenhuma lei em Cuba que obrigue a paridade nos cargos políticos.

13. Dos 115 membros do Comitê Central do Partido Comunista de Cuba, 49 são mulheres, ou seja, 42,6%.

14. A secretária do Partido Comunista de Cuba para a província de Havana, a mais importante do país, é uma mulher negra que tem menos de 50 anos chamada  Lázara Mercedes López Acea. Ela também é vice-presidenta do Conselho de Estado e do Conselho de Ministros.

15. Dos 16 dirigentes sindicais provinciais da Confederação dos Trabalhadores Cubanos (CTC), 9 são mulheres, ou seja, 56,25%.
16. Cerca de 60% dos estudantes cubanos são mulheres.

17. Desde 1980, as mulheres ativas dispõem, em média, de um nível de formação superior ao dos homens ativos.

18. Em Cuba, as mulheres representam 66,4% dos técnicos e profissionais do país de nível médio e superior (professores, médicos, engenheiros, pesquisadores etc.).

19. A taxa de fertilidade (número de filhos por mulher) é de 1.60, ou seja, a mais baixa da América Latina.

20. As mães cubanas têm a possibilidade de se ocupar em tempo integral de seus filhos recém-nascidos e, ao mesmo tempo, receber seu salário integral um mês e meio antes do parto e três meses depois do nascimento do filho. A licença pode se estender até um ano com uma remuneração equivalente a 60% do salário. Ao final de um ano, são automaticamente reintegradas a seu trabalho.
21. Cuba é um dos únicos países da América Latina, além da Guiana (desde 1995) e do Uruguai (desde 2012), a legalizar o aborto. A prática foi aprovada na ilha caribenha em 1965.

22. A taxa de mortalidade infantil de é 4,6 por mil, ou seja, a mais baixa do continente americano — incluindo o Canadá e os Estados Unidos — e do Terceiro Mundo.

23. A expectativa de vida as mulheres é de 80 anos, dois anos superior à dos homens.

24. A mulher pode se aposentar aos 60 anos, ou depois de trabalhar durante 30 anos, enquanto o homem só pode se aposentar aos 65 anos.

25. A mulher cubana desempenha, assim, um papel preponderante na sociedade e participa plenamente do desenvolvimento do país.
Obs: [Dissidente Yoani Sánchez mostra desconhecimento dos dados sobre a mulher cubana em suas críticas]


Fonte:: Opera Mundi

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Oprah Winfrey.. Um exemplo de sucesso!

Sua vida parecia condenada ao fracasso. Vítima de violência doméstica, abusada sexualmente por familiares, deprimida e levando uma vida promíscua. Para além disso, quando decidiu enveredar pelo jornalismo foi afastada do noticiário, pois envolvia-se emocionalmente nas reportagens que fazia. Disseram-lhe que não tinha perfil para a televisão. Aceitou assim com mágoa, uma participação num programa diurno. Este, contudo, viria a tornar-se num sucesso de audiências. Daí seguiu para Chicago, onde criou o  Oprah Winfrey Show, um sucesso que durou 25 anos. E hoje tem o seu próprio canal de televisão. Quem diria...


Fonte: 
Blog: A Felicidade é o Caminho

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Treino para glúteos: deixe o bumbum mais empinado e durinho em 30 dias

Como fazer o agachamento

1. Estenda os braços segurando um cabo de vassoura com as duas mãos. Ele mantém a coluna alinhada e evita que você a sobrecarregue. Afaste os pés na largura dos ombros.
2. Agache como se fosse sentar numa cadeira. Os calcanhares não devem sair do chão. Olhe sempre para frente e não vire o rosto para baixo. Pare quando o joelho e o quadril estiverem formando um ângulo de 90°.


Siga o calendário do desafio

O programa leva 30 dias. Ele começa com 50 agachadas consecutivas, que aumentam dia a dia. Se quiser continuar, a partir do segundo mês, intercale um dia de exercício com um de descanso o mês inteiro.

fonte: 
MdeMulher