sábado, 2 de julho de 2011

Homens revelam quais as características femininas que fazem eles desistirem da conquista

Segundo especialista em Relacionamentos Humanos Regina Vaz, 93% do que transmitimos é através da linguagem corporal, enquanto apenas 7% vêm do que falamos. A mulher pode passar uma mensagem completa apenas pela forma como mexe o cabelo, se veste ou olha pro homem e ele assimila rapidamente. Uma simples troca de olhares abre o canal da linguagem não verbal. Mas a livre expressão, se não medida com cautela, pode confundi-lo na hora da interpretação do que percebe. Afinal de contas, ele não tem bola de cristal”.

A forma como você anda, fala, se veste e se comporta passa para o homem uma determinada mensagem. Cabe a você saber qual deve ser ela. “A mulher que quer um homem tem que definir primeiro que tipo de mulher ela quer ser. Existem mulheres que servem só para transar, outras que servem para serem exibidas e ainda tem as ‘pra casar’.

A ‘mulher-troféu’ geralmente é bonita, elegante, culta, inteligente e, claro, bem apresentável. A mulher “tapa buraco’ é boa de papo, de cama e de companhia. Ela geralmente é parecida com o homem que está com ela. São essas que sofrem sem entender o término. Já a mulher que eles escolhem pra casar nem sempre é a mais inteligente ou a mais bonita. Não é a mulher maravilha. É mais tranquila, carismática, companheira, fiel”, lista Regina.

Existem, porém, certas características que igualmente aterrorizam os homens. Formas vulgares de se comportar e vestir, desonestidade e exibicionismo foram eleitas as características menos apreciadas por alguns representantes da ala masculina do Maisde50. Além disso, de acordo com a especialista, ainda existem outras duas que, especialmente quando combinadas, apavoram os homens: inteligência e interesse. “Se ela começa se mostrar interessada pela marca do carro ou do relógio, perguntar sobre os lugares que ele frequenta e quanto ganha por mês, ele já percebe logo e corre para se esconder. Já as mulheres inteligentes demais tendem a tomar as rédeas da relação e contestar suas opiniões. O homem gosta de ser o caçador, não a caça”, explica.

Fonte:Maisde50

1 comentários: